Get Adobe Flash player

Patrocinador


 Powered by Max Banner Ads 

Varizes peri-esofágicas em paciente cirrótico


Varizes esofágicas descendentes são desenvolvidas a partir de fluxo retrógrado nos vasos submucosos secundárias a obstrução da drenagem da veia cava superior. As causas relacionadas incluem compressão da veia cava superior, seja extrínseca por massa neoplásica mediastinal ou pulmonar, ou intrínseca por trombose, como nos pacientes dialíticos que fazem uso prolongado de cateteres centrais. Outras causas incluem bócio mergulhante, linfoma, mediastinite fibrosante, vasculites (Behçet), etc.

Como tudo começa… A hipertensão portal é uma condição fisiopatológica resultante da dificuldade do sangue transitar pelo fígado, quando este se apresenta com cirrose. No interior do fígado ocorre a resistência aumentada ao fluxo portal e compressão das veias hepáticas terminais pela fibrose perivascular e nódulos parenquimatosos expansivos.

Hipertensão portal (PHT) Caracterizada por uma pressão portal 5mmHg superior à pressão da veia cava inferior;Para pacientes com cirrose o risco de varizes se faz presente quando a pressão excede 12 mmHg, ou é maior que a da veia cava.

O que são varizes esofágicas? Retiram pressão do sistema porta venoso e podem ocorrer em qualquer parte do TGI; Vasos dilatados e tortuosos; As varizes não produzem sintomas até sangrarem. Ocorrem em 90% dos pacientes cirróticos e estão mais freqüentemente associadas à cirrose alcoólica.

Os comentários estão encerrados.

Consultoria

Make a Donation Button

Avalie o site

Avalie o site

  • Excelente (96%, 80 Votes)
  • Bom (4%, 3 Votes)
  • Ruim (0%, 0 Votes)
  • Pode melhorar (0%, 0 Votes)
  • No Comments (0%, 0 Votes)

Total Voters: 83

Loading ... Loading ...

+ acessados aqui

RSS CBR