Get Adobe Flash player

Patrocinador


 Powered by Max Banner Ads 

Abscesso cerebral



O abscesso cerebral (AC) é definido como um processo infeccioso que se caracteriza por uma área central de degradação celular e uma cápsula de colágeno. Sua incidência é variável com incidência de até 8% de todas as lesões intracranianas. Segundo Enzmann et al. existem quatro estágios na evolução dos AC: (a) cerebrite precoce; (b) cerebrite tardia; (c) capsular incipiente e (d) capsular avançada ou tardia. A ressonância magnética (RM) convencional nem sempre permite o diagnóstico diferencial entre AC e neoplasia com necrose central, porém com técnicas de difusão e espectroscopia esta diferenciação tornou-se possível, permitindo o diagnóstico precoce.

Classicamente, os AC se apresentam à RM como lesão nodular com paredes finas, bem definidas, realce anelar pelo contraste e restrição na seqüência difusão. Entretanto, formas de apresentação atípicas são descritas com realce irregular, paredes espessas e multiloculações, simulando neoplasias ou até mesmo outras lesões de natureza infecciosa/inflamatória.

A seqüência difusão é mais sensível que a RM convencional no diagnóstico do AC demonstrando restrição na porção cística da lesão. Porém não é específica, pois outras lesões infecciosas/inflamatórias e tumorais também podem apresentar restrição na seqüência difusão. Técnicas de imagem por RM como a perfusão e a espectroscopia têm sido utilizadas como métodos auxiliares na distinção e diagnóstico dos AC.

Os comentários estão encerrados.

Consultoria

Make a Donation Button

Avalie o site

Avalie o site

  • Excelente (96%, 80 Votes)
  • Bom (4%, 3 Votes)
  • Ruim (0%, 0 Votes)
  • Pode melhorar (0%, 0 Votes)
  • No Comments (0%, 0 Votes)

Total Voters: 83

Loading ... Loading ...

+ acessados aqui

RSS CBR