Get Adobe Flash player

Patrocinador


 Powered by Max Banner Ads 

Dissecção aguda pós-traumática da aorta torácica


Os traumatismos são uma das principais causas de mortalidade e morbidade em todo o mundo, liderando as causas de mortalidade entre jovens de 10 a 35 anos. O tórax é frequentemente lesado em pacientes vítimas de trauma, com taxas de aproximadamente 15% de mortalidade nos traumas torácicos, chegando a 80% quando associado a choque e traumatismo craniano. A sobrevivência destes pacientes depende do rápido diagnóstico de lesões que ameaçam a vida, tendo o radiologista papel fundamental para que o tratamento possa ser instituído o mais rapidamente possível.

A laceração aórtica aguda ocorre na maioria das vezes como uma laceração transversal que rompe uma ou mais camadas da aorta (a adventícia está intacta em cerca de 60% dos casos), e 90% dos casos envolvem a região do istmo aórtico, região imediatamente distal à origem da artéria subclávia esquerda, já que esta é a região onde o arco aórtico (relativamente móvel) une-se à porção posterior da aorta (mais fixa).

A maioria das hemorragias mediastinais é secundária a lesões da aorta ou dos grandes vasos mediastinais (sendo as causas mais comuns o acidente de automóvel e a queda de grande altura). Em alguns casos, pode haver sangue no mediastino a partir de traumas em partes moles da retro faringe, lesões devasos menores ou secundário a fraturas de esterno ou da coluna

Os comentários estão encerrados.

Consultoria

Make a Donation Button

Avalie o site

Avalie o site

  • Excelente (96%, 80 Votes)
  • Bom (4%, 3 Votes)
  • Ruim (0%, 0 Votes)
  • Pode melhorar (0%, 0 Votes)
  • No Comments (0%, 0 Votes)

Total Voters: 83

Loading ... Loading ...

+ acessados aqui

RSS CBR