Get Adobe Flash player

Patrocinador


 Powered by Max Banner Ads 

Adenomas hepáticos – adenomatose


O adenoma é um tumor benigno hepático relativamente raro, desconhecido antes de 1960, quando o uso do anticoncepcional oral ainda não era difundido. Está atualmente comprovada a importante relação entre o adenoma e o uso dos anticoncepcionais orais, sendo também proporcional o tamanho das lesões e a frequência de complicações com a dose e o tempo de exposição ao medicamento. Acredita-se que o anticoncepcional oral aumente a prevalência do adenoma em 30 a 40 vezes quando comparado a não u uários, onde a taxa é de 1:1.0000.000. Trata-se de uma alteração focal hepática com maior prevalência em indivíduos jovens e do sexo feminino.

Em 1985, Flejou e colaboradores descreveram uma apresentação clínica diferenciada de adenomas hepáticos, denominada adenomatose hepática. Nesta entidade estão presentes mais de 1O adenomas, sem predileção de sexo ou correlação com medicação esteroide. Há maior propensão de sangramento e evolução para malignidade. A sintomatologia é também mais frequente, geralmente relacionada à dor em hipocôndrio direito por distensão da cápsula hepática.

Os comentários estão encerrados.

Consultoria

Make a Donation Button

Avalie o site

Avalie o site

  • Excelente (96%, 80 Votes)
  • Bom (4%, 3 Votes)
  • Ruim (0%, 0 Votes)
  • Pode melhorar (0%, 0 Votes)
  • No Comments (0%, 0 Votes)

Total Voters: 83

Loading ... Loading ...

+ acessados aqui

RSS CBR