Get Adobe Flash player

Patrocinador


 Powered by Max Banner Ads 

Adenoma hepático


O adenoma é um tumor benigno hepático relativamente raro, desconhecido antes de 1960, quando o uso do anticoncepcio- nal oral ainda não era difundido. Está atualmente comprovada a importante relação entre o adenoma e o uso dos anticon- cepcionais orais, sendo também proporcional o tamanho das lesões e a frequência de complicações com a dose e o tempo de exposição ao medicamento. Da mesma forma, está bem documentada a regressão da lesão com a retirada deste tipo de medicação.

Acredita-se que o anticoncepcional oral aumente a prevalência do adenoma em 30 a 40 vezes quando comparado a não u uários, onde a taxa é de 1:1.0000.000. Trata-se de uma alteração focal hepática com maior prevalência em indivíduos jovens e do sexo feminino.

Outras entidades e situações predispõem ao aparecimento dos adenomas hepáticos, tais como terapia com androgênio, diabetes mellitus insulina-independente (tipo I), anemia de Fanconi, doença de depósito do glicogênio tipo IA (doença de von Gierke) e sobrecarga de ferro secundária à beta-talassemia.

Os comentários estão encerrados.

Consultoria

Make a Donation Button

Avalie o site

Avalie o site

  • Excelente (96%, 80 Votes)
  • Bom (4%, 3 Votes)
  • Ruim (0%, 0 Votes)
  • Pode melhorar (0%, 0 Votes)
  • No Comments (0%, 0 Votes)

Total Voters: 83

Loading ... Loading ...

+ acessados aqui

RSS CBR