Get Adobe Flash player

Patrocinador


 Powered by Max Banner Ads 

Colecistite Aguda Calculosa

A colecistite aguda geralmente é decorrente de obstrução persistente ao nível do infundíbulo (colo) da vesícula biliar ou do ducto cístico, sendo a litíase a causa mais frequente. Acomete cerca de um terço dos pacientes com colelitíase.

Com a obstrução biliar há o aumento da pressão intraluminal, distensão e inflamação das paredes da vesícula biliar, podendo evoluir para necrose, gangrena e perfuração.

O quadro clínico inclui dor no hipocôndrio clireito, febre e leucocitose. Cerca de 30% dos pacientes apresentam o sinal de Murphy, caracterizado por dor à palpação da vesícula biliar durante a inspiração.

Como o quadro clínico pode ser semelhante ao de outras afecções abdominais, a avaliação radiológica assume grande importância.

A TC é utilizada quando a suspeita clinica de colecistite aguda não é tão evidente. Os achados são semelhantes à US, incluindo ainda a presença de realce mural ou mucosa, densificação dos planos adjacentes e alterações perfusionais do parênquima hepático circunjacente. Os cálculos à TC, quando visíveis, podem ser hiperatenuantes (calcificados), menos densos (devido ao alto teor de colesterol) ou com conteúdo gasoso (degeneração com acúmulo de nitrogênio)

Os comentários estão encerrados.

Consultoria

Make a Donation Button

Avalie o site

Avalie o site

  • Excelente (96%, 80 Votes)
  • Bom (4%, 3 Votes)
  • Ruim (0%, 0 Votes)
  • Pode melhorar (0%, 0 Votes)
  • No Comments (0%, 0 Votes)

Total Voters: 83

Loading ... Loading ...

+ acessados aqui

RSS CBR