Get Adobe Flash player

Patrocinador


 Powered by Max Banner Ads 

Baço

 

É o maior órgão reticuloendotelial do organismo

Esplenomegalia

  - Causas: mais comum no adulto é linfoma, outras Endocardite infecciosa, TB, sífilis, malaria, calazar, esquistossomose

 

 Poliesplenia  

  – Várias pequenas massas esplênicas em HE (2 a 16 )
  – Anomalias cardíacas são comuns sendo responsáveis pela morte de metade dos pacientes antes dos 6 meses de idade e incluem:
           – VCS dupla, arco aórtico direito, retorno pulmonar anômalo
  – anomalias pulmonares são : isomerismo do pulmão E
  – Agenesia da porção intra-hepatica da VCI
  – aumento do calibre da veia ázigos

 

Asplenia ( isomerismo direito ou síndrome de Ivemark)

  – Ausencia do Baco e múltiplas anomalias no tórax e abdome
  – Cardiacas são + serias q da poliesplenia:  ventrículo único, válvula atrioventricular única
  – Isomeria do pulmão D
  – Ma rotação intestinal
  – Situs inversus total ou parcial

 

Baço Acessório

  – 10-30%
  – Tecido ectópico pos-trauma é chamado esplenose

 

Aspecto tigroide na fase arterial: perfusão diferenciada entre as poupas brancas e vermelha

 

Alterações na hipertensão portal

  – Aumento do volume
  – vasos colaterais no hilo e anantomose esplenorrenal espontânea
  – corpúsculos de Gamma-Gandy: depósitos de hemossiderina vistos com ↓sinal em T1 e T2

 

Hemangioma

  – TU esplênico benigno + comum (15% em autopsias)
  – US: similar ao do figado

 

Cistos esplênicos

  – São raros
  – Cistos Hidaticos (Equinococcus)
                   – + comum (5% dos casos de equinococose)
                   – Sintomas devido ao grande tamanho do cisto (não há febre se não infectado)
                   – São de grandes tamanhos deformando o Baco
                   – Pode ter calcificações e aspecto cisto mãe e filhos
                   – A parede não tem realce
                   – RM : 75% é heterogênea e o cisto filho é + hipo em relação ao cisto mãe em T1
                   – Horla de dens com 5 mm de espes = cápsula fibrosa
                   – TTo é cirurgico
  – Cistos Epiteliais congênitos
                   – Mais comum em mulher
                   – 80% são uniloculares e solitários
                   – Descobertos na infância ou adulto jovem
                   – TC: sisto simples ou com septo (+ comum que pos-trauma-90% VS 20%), pode calcif e não realca
  – Cistos pos-traumaticos
                   – 80% dos cistos não parasitários
                   – Pode ser estagio final de hematoma
                   – Não tem epitélio (pseudocisto)
                   – TC: aspecto simples sem realce e calcif + que o epitelial(50% VS 15% )

 

Lesoes malignas primárias

  – 1⁰: doenças linfoprolifarativas
  – 2⁰: angiossarcoma

 

  Metástases

  – Raras e acometem tardiamente depois do fígado
  – Sao lesões pequenas, hipoecoicas ou “em alvo”
  – As mais comuns são de mama e melanoma

 

Linfoma no Baço

  – Esplenomegalia
  – Infiltrativo difuso
  – Multiplos nódulos
  – Massa única : hipoecoica  e hipodensa com pouco realce

 

Infarto

  – Lesao em cunha com base periférica hipodensa que não realça
  – 30% tem formato nodular
  – evolui para hiperecoico/hiperdenso : fibrose/calcificação
  – causas: na falciforme, embolia, dcs auto-imunes, LMC e mielofibrose

 

Ruptura Esplênica Espontânea

  – Gravidez

 

Causa de calcificação esplênica

  – TB
  – SIDA – P carini, CMV
  – Histoplasmose
  -candidiase
  – Hemangioma
  – Hematoma (fase crônica)
  – Infarto

 Powered by Max Banner Ads 

Consultoria

Make a Donation Button

Avalie o site

How Is My Site?

View Results

Loading ... Loading ...

+ acessados aqui